Treinamento para porteiros: qual a importância e como fazer?
5 (100%) 1 vote

Realizar um treinamento para porteiros é uma importante contribuição para a segurança dos moradores. Afinal, para que todos estejam, de fato, mais tranquilos e confortáveis, é imprescindível que esse funcionário exerça o seu trabalho adequadamente, levando em conta que a sua função é lidar com as pessoas que transitam no local.

Um profissional bem preparado é aquele que consegue administrar os problemas, evitando ao máximo que aborrecimentos sejam levados ao síndico e aos moradores. Seja em relação à segurança ou à convivência, é indispensável que a portaria esteja capacitada e garanta harmonia e tranquilidade para todos.

Para ajudar você a entender melhor sobre o treinamento para porteiros, trouxemos, neste post, uma série de informações sobre o assunto. Continue a leitura e conheça os principais pontos que devem ser abordados e as principais razões para investir nessa preparação. Acompanhe!

Temas fundamentais em uma boa preparação

O treinamento para porteiros é indispensável, principalmente considerando duas vias: se o profissional for rígido demais, a ponto de destratar moradores ou visitantes, causando problemas e até eventuais prejuízos, ou se ele for extremamente flexível e coloque em xeque a segurança do condomínio.

Em alguns casos, uma portaria que não foi bem instruída pode contribuir para a existência de processos judiciais para o condomínio, o que elevaria os custos. Veja, a seguir, o que fazer para preparar os profissionais dessa área e evitar possíveis dores de cabeça.

Esclareça o profissional sobre as suas responsabilidades

O porteiro precisa ter em mente quais são todas as suas funções e — principalmente —, quais não são. Não raro, algum morador pode pedir algum favor específico ao funcionário. Assim, ele deve ter o conhecimento necessário para avaliar se deve ou não executar o que foi solicitado e se tal ação não foge de suas atribuições do trabalho.

É importante deixar claro que realizar favores aos moradores pode comprometer o trabalho dos porteiros. Nesse sentido, é fundamental explicar que ele pode se recusar a fazer qualquer atividade que esteja fora de sua alçada. Assim, o profissional terá mais segurança em exercer a sua função corretamente, sem comprometer os demais moradores.

Ensine todas as normas do prédio

Cada condomínio possui regras específicas — além do que já consta na lei — que devem ser cumpridas por todos, incluindo visitantes. Anunciar-se e esperar autorização para subir, transitar com animais no colo, fazer silêncio após determinado horário e avisar antecipadamente sobre pessoas estranhas com a chave do apartamento são algumas delas.

Portanto, para que o porteiro cumpra corretamente com todas as regras estabelecidas, é necessário que ele esteja ciente delas. Assim, é possível evitar que haja problemas futuros com eventuais quebras de normas. Uma vez que esse tipo de situação pode causar desconforto, é muito importante estar preparado para preveni-los.

Incentive-o a se relacionar bem com moradores

Um dos grandes problemas enfrentados com porteiros sem treinamento está relacionado ao tratamento que esse profissional oferece. Não há obrigatoriedade de excesso de polidez e de simpatia, mas é importante que todos os moradores e visitantes sejam tratados com cortesia, respeito e educação.

Atente-o para as questões de segurança

A segurança é um item fundamental na rotina de um condomínio — especialmente nas grandes cidades. Entretanto, quando algumas regras simples de proteção são aplicadas corretamente, é possível assegurar a defesa dos moradores e do próprio funcionário.

Muitos dos problemas de segurança em condomínios com porteiros ocorrem por descuidos derivados de imprudência ou desconhecimento sobre algumas condutas importantes de prevenção. Por isso, é primordial que sejam ensinadas algumas técnicas sobre averiguação de comportamentos estranhos, checagem de informações, abertura do portão para desconhecidos apenas após o anúncio e confirmação da identidade deles, entre outras.

Ensine sobre tecnologias utilizadas no condomínio

É importante ensinar ao porteiro todas as funções dos sistemas de gestão do condomínio que deverão ser alimentadas por ele — como o controle de visitas, por exemplo.

Muitos dos profissionais não têm esse domínio técnico. Portanto, é preciso ter paciência e didática para auxiliá-los nesse processo. 

Apostar na qualidade do treinamento para porteiros é fundamental para que eles possam cumprir as suas funções utilizando a tecnologia adequada para garantir a segurança do condomínio.

Razões para realizar o treinamento de porteiro

O treinamento e o desenvolvimento pessoal estão diretamente ligados ao bom desempenho no trabalho. Assim, investir na preparação dos funcionários é o primeiro passo para o sucesso.

Confira, a seguir, algumas das razões para realizar o treinamento para porteiros.

Segurança

O profissional responsável pela entrada e saída de pessoas em um ambiente familiar possui uma grande responsabilidade. A segurança é uma delas e a figura do porteiro ajuda a reforçar isso. Portanto, é preciso que ele esteja preparado para lidar com eventuais momentos de pressão de forma efetiva e com a menor porcentagem de erros.

Otimização dos serviços

Facilitar a rotina diária e fazer com que os serviços sejam desempenhados no menor tempo possível — e com menos trabalho, é uma das vantagens da aquisição do porteiro.

Uma portaria ativa é uma comodidade para os moradores e ajuda a driblar problemas rotineiros.

Maior engajamento e retenção

Um local que conta com porteiros qualificados, que atendem bem às demandas e que estão sempre dispostos a realizar os seus trabalhos com o máximo de cuidado e atenção, só pode ter o seu valor acrescido.

Um grupo de funcionários bem treinados contribui para o bom desenvolvimento do serviço, assim como auxilia no engajamento de toda a equipe. Com isso, o trabalho acaba por se tornar um momento de prazer, valor e orgulho

Contratação de empresa especializada

O treinamento de um profissional vai muito além da simples exposição do conteúdo. Sendo assim, é interessante contratar uma empresa especializada em treinamentos desse tipo para que o porteiro seja orientado a contento e esteja apto a desempenhar todas as suas tarefas com qualidade.

Uma boa preparação, focada nos assuntos mais importantes e que mostre ao funcionário como ele deve executar melhor o seu serviço, auxilia de forma positiva na formação tanto pessoal quanto profissional do indivíduo. O treinamento para porteiros é essencial para que seja possível empregar um profissional que, de fato, esteja preparado para assumir tamanha responsabilidade.

E então, leitor? O que achou das dicas que trouxemos para você neste conteúdo? Caso tenha sido útil, assine a nossa newsletter! Assim, você não perderá nenhuma publicação importante.