Como o sistema de gestão pode gerar redução de custos do condomínio?
5 (100%) 1 vote

A gestão de um condomínio é complexa e desafiadora. Para assegurar a excelência na prestação de serviços, favorecer a otimização de recursos, garantir a transparência da administração e perseguir a redução de custos do condomínio, é preciso dispor de ferramentas seguras e tecnológicas — endossando, assim, o esforço para alavancar as atividades gerenciais.

Se você ainda não conta com um sistema de gestão aderente às operações do condomínio, com certeza está perdendo tempo (e dinheiro). Neste post você vai entender de que forma o uso da tecnologia na administração do negócio pode ajudar a reduzir os custos envolvidos na operação. Preparado? Boa leitura!

1. Compilação de registros de lançamentos

A administração do condomínio pressupõe o controle detalhado dos lançamentos de consumo, especificando gastos regulares com água, luz, gás e telefone, por exemplo.

O monitoramento das contas, efetuando os registros de despesas, é fundamental para garantir a saúde financeira do negócio. Nesse aspecto, nada melhor do que compilar todos as ocorrências em um único lugar, facilitando o acesso às informações e centralizando a visualização. O software de gestão é certamente a melhor alternativa!

2. Extração de relatórios consistentes e precisos

A boa gestão é certamente sustentada por decisões estratégicas e eficientes — e, na administração de um condomínio, o líder está diariamente à frente de uma série de pendências que exigem seu parecer e sua definição.

Com a utilização de um sistema de gestão, a missão de avaliar o panorama do negócio (despesas, entradas e previsões de fluxo, por exemplo) é facilitada, conferindo mais segurança e transparência ao manejo de recursos e às prioridades do condomínio.

3. Emissão de boletos bancários

A rotina de gestão de condomínios pressupõe a cobrança mensal dos condôminos, referentes à quitação das taxas predefinidas.

Para automatizar e simplificar a emissão dos boletos, reduzindo custos de retrabalho (em baixas ou reemissões), bons sistemas de gestão permitem a geração oficial dos arquivos nominais, facilitando a distribuição dos documentos aos moradores do condomínio.

4. Gestão e controle dos recursos comuns

Outra atividade bastante comum no cotidiano do condomínio é o controle dos recursos de uso comum, tais como piscinas, churrasqueiras, quadras poliesportivas e salões de festas.

Para gerir com eficiência os recursos disponíveis, a utilização de papel está ultrapassada e consome um grande montante de tempo precioso — que poderia ser empregado em atividade mais estratégicas e produtivas —, além de representar um empecilho ao acesso rápido às informações.

Nesse âmbito, o sistema de gestão também desponta como um poderoso aliado para registrar e compartilhar os dados de registro.

5. Convocação de assembleias

Por seu caráter colaborativo, a gestão do condomínio deve contar com a participação da maioria dos condôminos. Para isso, o método de assembleias e de comunicação deve funcionar com eficiência.

A partir da implantação de um software de gestão adequado às rotinas, o responsável dispõe de recursos automáticos para efetivar convocações e emitir lembretes, enviando mensagens públicas ou particulares via sistema. A automatização elimina a necessidade de despender recursos físicos (como papel e impressão), otimizando investimentos.

Agora que você já está convencido de que um sistema de gestão é imprescindível ao desenvolvimento do condomínio, certifique-se de escolher o melhor. O King Condo é totalmente aderente às operações do segmento e está pronto para alavancar a administração do negócio, contribuindo ativamente na redução de custos do condomínio.

Ficou interessado nos benefícios e deseja saber mais sobre as possibilidades? Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo a otimizar os recursos do condomínio!