Dicas para reduzir os custos do condomínio
5 (100%) 1 vote

1- Poupe energia elétrica

 
Com os preços da energia elétrica atualmente, essa é uma das medidas mais importantes. Utilize sensores de presença em todas as áreas comuns, troque as lâmpadas incandescentes por lâmpadas econômicas. Em condomínios com jardins iluminados, combine de apagar as lâmpadas após determinado horário. Estabeleça metas de consumo e acompanhe mensalmente. Divulgue o histórico do consumo para cada morador.

2- Economize água

Uma medida de importância não apenas de cunho econômico, como também ecológico. Verifique regularmente a existência de vazamentos acompanhando o histórico de consumo em busca de grandes saltos. É recomendada a instalação de hidrômetros individuais para permitir o acompanhamento por morador. Reaproveitar água da chuva para irrigação de jardins é uma ótima ideia.

3- Evite a inadimplência

A inadimplência pode se tornar um problema crônico quando um condômino deixa de pagar cinco mensalidades ou mais. Não permita que chegue a isso, procurando o inadimplente para fazer um acordo amigável já na segunda ou terceira mensalidade em atraso. À partir disso é recomendável buscar a cobrança judicial.

4- Faça manutenções preventivas

Remediar é muito mais caro que prevenir. Todos conhecem esse ditado, que vale também para o condomínio. Faça manutenções regulares dos elevadores, bombas, extintores de incêndio, sprinklers, sensores e corrimãos.

5- Monitore as horas extras

Horas extras são caras, e excesso de horas extras pode significar a necessidade contratação de um profissional adicional, ou uma necessidade de otimização de recursos.
 
 
O King Condo pode ajudar em todas essas atividades, com recursos tais como histórico e metas de consumo, controle de contratos e outros recursos avançados.