Confira 5 dicas de segurança no prédio que o porteiro deve conhecer
5 (100%) 1 vote

Quem não conhece alguma história de invasão e furto em condomínios? Nas grandes cidades, esse tipo de ocorrência está cada vez mais frequente, por isso a importância de conhecer e seguir algumas valiosas dicas de segurança no prédio. São cuidados simples, mas fundamentais para a proteção de moradores e de seus imóveis.

O porteiro é uma peça-chave para a prevenção desse tipo de problema, mesmo porque grande parte das invasões a condomínios costuma ser realizada pela portaria de pedestres. Você, que é síndico, precisa se atentar para a orientação da equipe da portaria sobre as rotinas de segurança, seja por meio de reuniões ou de treinamentos.

Várias iniciativas ajudam a promover a segurança no condomínio. Neste artigo, demos foco aos principais cuidados que devem ser adotados na rotina da portaria. Fique por dentro e repasse essas informações para a equipe do seu prédio!

1. Não deixar ninguém entrar sem autorização

Pode parecer óbvio que um visitante precise da autorização de um morador para ingressar no condomínio, mas no dia a dia é comum que os porteiros acabem se descuidando e deixando de cumprir essa que é uma das dicas de segurança no prédio mais básicas.

Não importa se aquela pessoa já visitou o local outras vezes ou se está acontecendo um evento com convidados em um dos apartamentos: qualquer visitante só deve subir após a consulta e a aprovação de um morador. Em caso de dúvidas, o morador deve descer até a portaria para autorizar a entrada presencialmente.

2. Não repassar informações

O porteiro acaba conhecendo a rotina dos moradores do prédio, o horário que cada pessoa costuma chegar ou sair. É muito importante que ele não repasse essas informações para ninguém.

Comentar hábitos e horários de moradores com vizinhos, entregadores, outros porteiros ou mesmo repassar alguma informação por telefone pode expor a vulnerabilidade de um imóvel, facilitar o planejamento de um furto ou uma abordagem na entrada da garagem, por exemplo. Todo cuidado é pouco.

3. Tomar cuidado com entregadores

Os entregadores estão apenas realizando o trabalho deles e devem ser sempre respeitados. O cuidado é com as muitas pessoas que tentam se passar por entregadores para conseguir acesso ao prédio.

Para evitar esse tipo de problema, o ideal é proibir a entrada de qualquer entregador no prédio. As encomendas devem ser recebidas na portaria. A regra é chata e incomoda alguns moradores, mas tenha certeza que essa prática é muito mais segura para todos.

4. Prestar atenção na garagem

O porteiro precisa confirmar as placas de todos os carros que têm autorização para ingressar no prédio e nunca autorizar a entrada de placas desconhecidas.

Qualquer entrada de carros de estranhos ou fornecedores de qualquer tipo de serviço, como caminhões de mudança ou serviços de instalação de TV e internet deve ser previamente autorizada pelos moradores, sem exceção.

5. Fazer a manutenção da infraestrutura de segurança

Uma dica básica que não pode ser negligenciada é a manutenção de uma boa infraestrutura de segurança em todo o prédio. As portas automáticas devem estar funcionando, bem como os trincos, os interfones, as câmeras, a iluminação das áreas comuns, entre outros aspectos.

Sempre que houver algum problema em qualquer desses equipamentos, o porteiro deve informar o síndico e o zelador para que providências imediatas sejam tomadas.

Gostou de ficar por dentro de algumas dicas de segurança no prédio? Então pode ser que você se interesse em saber como a tecnologia pode auxiliá-lo no controle de acessos em condomínios. Boa leitura!