Saiba como contratar funcionários para o condomínio
5 (100%) 2 votes

Um dos principais desafios para um síndico é contratar funcionários para o condomínio. Embora pareça descomplicado, não é tarefa simples e requer todo cuidado para não acabar aceitando um profissional que futuramente possa trazer problemas.

É preciso tomar algumas medidas essenciais para que a contratação seja a melhor possível, não traga prejuízos para o condomínio e não cause dores de cabeça posteriores.

Confira conosco algumas perguntas e respostas que vão ajudá-lo a tomar a decisão correta e não se arrepender depois.

Contratar funcionários é mesmo necessário?

É função do síndico saber se a contratação é mesmo necessária ou não. Por exemplo: é preciso contratar um administrador profissional ou é possível reduzir custos com um software de gestão?

Fazer perguntas desse tipo pode ajudar a entender se contratar funcionários é mesmo necessário. É possível, também, saber se haverá economia com gastos desnecessários.

É obrigatório levar para a assembleia a intenção de contratação?

É interessante que o síndico leve para a assembleia e registre em ata a intenção de contratação de profissionais para o condomínio. Assim, evita atritos desnecessários com os moradores.

Um dos maiores problemas entre os condôminos é a falta de comunicação. Portanto, é sempre bom permitir que todos saibam a necessidade de contratar funcionários novos para trabalhar no local.

Por que é importante conhecer as funções do cargo?

O síndico também precisa saber as funções de cada cargo e entender as necessidades do condomínio. Assim, ele vai contratar exatamente o tipo de funcionário que o local está precisando.

Além disso, é importante esse conhecimento para que o salário seja compatível com o mercado de trabalho. Quando não há essa pesquisa, pode-se acabar gastando mais dinheiro do que deveria com a contratação.

Contratar funcionários ou mão de obra terceirizada?

Essa é uma grande dúvida: fazer uma contratação ou preferir mão de obra terceirizada? Existem os prós e os contras de cada uma delas, e cada condomínio se encaixa em uma necessidade.

Se o síndico preferir terceirizar os serviços, é necessário fazer uma pesquisa sobre empresas idôneas e com bom conceito no mercado, uma vez que se trará pessoas desconhecidas para dentro do condomínio.

É preciso contratar uma empresa de recrutamento e seleção de pessoal?

Se o síndico preferir contratar funcionários ele mesmo, mas não tem conhecimentos necessários para fazer a entrevista, é possível adquirir o serviço de profissionais qualificados para esse fim.

São empresas de recrutamento e seleção de pessoal que vão escolher colaboradores qualificados para o serviço. Dessa forma, o síndico não terá o trabalho de entrevistar os candidatos.

Quais os cuidados que se deve tomar na hora da entrevista?

Se, no final das contas, o síndico preferir ele mesmo fazer as entrevistas, é necessário tomar muito cuidado com os currículos recebidos. Se possível, é interessante contar com moradores que possam ajudar nessa etapa.

Confira minuciosamente as informações fornecidas, como referências, experiências anteriores e o atendimento às exigências requeridas.

O que o condomínio precisa ter para contratar funcionários?

O registro em carteira é obrigatório para os profissionais contratados. Para isso, o condomínio precisa estar devidamente matriculado no INSS, além de possuir CNPJ válido.

Também é preciso verificar o cadastro do funcionário junto ao FGTS e PIS, entre outros. Caso o síndico não tenha experiência, pode recorrer a um advogado trabalhista ou contador.

Todo cuidado é pouco diante da contratação de funcionários, uma vez que o síndico é o responsável legal de todo o trâmite, respondendo diretamente aos condôminos e também judicialmente pelos processos tomados. Portanto, esteja atento a todas as obrigações.

Se você quer ter mais informações sobre a gestão de administração de condomínios e sobre as nossas soluções, continue lendo os nossos artigos e baixe o Guia definitivo para administrar condomínios