Confira 5 dicas para o controle de visitantes no seu condomínio
Avalie

Em condomínios onde diariamente circulam diversas pessoas por motivos diferentes, todo e qualquer cuidado com a segurança — pessoal e patrimonial — não será um exagero. É por isso que fazer o controle de visitantes de forma ágil e eficiente é um dos trabalhos fundamentais de um síndico.

Quem paga a taxa mensal de condomínio deseja usufruir de todos os serviços contemplados por ela, e a segurança deve ser um dos itens de maior prioridade do síndico responsável. A entrada e a saída de moradores e visitantes precisa de um controle preventivo para evitar problemas futuros.

Se você é o síndico do seu condomínio e deseja realizar um controle de visitantes eficiente e seguro para resguardar os moradores, o seu trabalho e todo o time de funcionários, continue a leitura deste post e conte com dicas valiosas para realizar um bom controle de acesso. Confira!

Por que realizar o controle de visitantes?

Para garantir que cada morador sinta-se seguro em sua casa ao entrar e sair todos os dias, ou receber alguém em sua porta, o controle de visitantes é indispensável. Quem escolheu morar em condomínio certamente pensou em segurança como um dos pontos fundamentais.

Não se pode ignorar as notícias diárias dos jornais sobre a entrada de pessoas estranhas nos condomínios se passando por visitantes ou moradores, causando um enorme transtorno e prejuízo financeiro. Por isso, tome nota de 5 dicas interessantes que podem evitar ocorrências desse tipo!

1. Identifique todas as pessoas

O trabalho de identificação precisa ser um procedimento objetivo e ágil, sem tornar o momento constrangedor para o visitante. Registrar a entrada de qualquer pessoa que deseja ter acesso às dependências do condomínio deve ser um trabalho padronizado, com uma abordagem firme, mas cordial.

Ao receber um visitante, o porteiro deverá tomar nota dos dados pessoais, do horário de entrada, do motivo da visita, do apartamento a ser visitado e da pessoa de contato, para que se tenha registro futuro.

2. Invista em tecnologia

Investir em um sistema que permita realizar um registro adequado de toda a movimentação e motivação das visitas proporcionará não só aos moradores, mas também ao síndico e funcionários, uma sensação ampla de organização e controle. Uma portaria informatizada por si só já transmite maior segurança.

3. Confirme a entrada do visitante com o morador

Essa ação pode ser acordada em reunião condominial, mas é importante deixar claro para o morador como fica a entrada das pessoas autorizadas. Se ele não será avisado sobre o acesso do visitante, se esse acesso será validado periodicamente ou se haverá um contato entre o porteiro e o condômino no ato da entrada. O ideal é criar um procedimento que todos os moradores adotem como padrão.

4. Mantenha os registros de entrada

É recomendável que todos os registros de acesso ao condomínio sejam mantidos por um período suficiente para consulta quando necessário. Sistematizando todo o processo, as consultas serão mais fáceis e ágeis, tanto para o movimento do dia, quanto de qualquer período determinado.

5. Treine a equipe

É de extrema importância que os funcionários sejam bem treinados, cientes do seu papel e da importância que eles têm para que todo o trabalho seja executado da maneira correta. Assim, mais pessoas saberão como proceder quando o síndico não estiver presente.

Você já notou que segurança não é um assunto simples e que é preciso dedicação para estudar as melhores ferramentas para controle de visitantes, não é mesmo? Além do mais, se você é o tipo de sindico que também é um morador e se divide entre o trabalho, as obrigações com o condomínio e com a sua família, é fundamental que busque alternativas que facilitem a sua jornada.

Gostou das nossas dicas sobre o controle de visitantes no seu condomínio? Então, compartilhe este texto nas suas redes sociais e divida o conteúdo com outros síndicos que desejam também conhecer mais sobre o assunto!