Como realizar a manutenção preventiva em condomínio?
Avalie

“Prevenir é melhor que remediar”, diz o ditado que você certamente conhece. O mesmo vale para o lugar onde a gente mora, daí a importância da manutenção preventiva em condomínio.

Quando ela não é feita da forma adequada, tudo começa a dar errado: os elevadores quebram, o portão da garagem não abre, a piscina fica inutilizável e o condomínio torna-se desprotegido contra riscos.

Imagine um conjunto habitacional com dois blocos: o bloco A tem como síndico Carlos, o cuidadoso; já o Bloco B elegeu Daniel, o desprevenido. Neste post você vai entender melhor a importância da manutenção comparando a história desses dois condomínios.

Vamos lá?

O que é manutenção preventiva em condomínio?

O síndico Carlos, o cuidadoso, sabe muito bem o que é manutenção preventiva. Trata-se de agir antes que os problemas aconteçam. Dentro de casa, Carlos tem vários hábitos assim. Ele fecha as janelas antes de sair de casa, para o caso de chover. Troca as lâmpadas antes de queimarem. E verifica o funcionamento do chuveiro e de eletrodomésticos regularmente.

Daniel, o desprevenido, age de forma bem diferente. Sai de casa sem guarda-chuva, mesmo com o céu nublado, e deixa as janelas abertas. Sempre tem o “azar” de ver aparelhos queimando ou quebrando. E a toda hora se vê sem dinheiro para pagar despesas de emergência. Daniel está sempre reagindo aos problemas, enquanto Carlos trabalha para preveni-los.

Felizmente, Carlos, o cuidadoso, deixou para todos nós algumas dicas sobre o que verificar constantemente em um condomínio.

Extintores

Os extintores de incêndio têm etiquetas com data de validade superfáceis de verificar. Eles também precisam ficar posicionados nos lugares recomendados pelo Corpo de Bombeiros conforme o auto de vistoria.

Além de trocar os extintores sempre antes de a validade expirar, Carlos também se assegura de que ninguém deixa lixo ou outros objetos na área demarcada ao redor do extintor. 

Seguros

Para se proteger, um condomínio faz vários seguros contra todo tipo de sinistro. Como esses contratos vencem, Carlos mantém uma agenda indicando a validade deles, marcando sempre uma data anterior para negociar a renovação.

Daniel, o desprevenido, não faz nada disso, e seu condomínio já ficou um tempo sem cobertura de seguro, algo arriscadíssimo.

Portão eletrônico e itens de segurança

Portão, cerca elétrica, câmeras de vigilância e outros itens de segurança precisam ser vistoriados com certa frequência para garantir que estão funcionando. Sem manutenção, eles podem quebrar na hora em que mais precisamos deles ou já não estarem mais funcionando. Uma vez, Daniel ficou esperando na chuva o portão da garagem abrir. Estava queimado.

Elevador

Elevadores sofrem uso muito intenso em condomínios. Com manutenção adequada, funcionarão sempre e com segurança. No condomínio de Daniel são comuns os relatos de visitas que ficaram presas no elevador, às vezes no escuro, aguardando um resgate.

Piscinas

Dentre todos os itens da manutenção preventiva em condomínio, a piscina é um dos mais críticos. A falta de manutenção pode prejudicar a saúde dos moradores, inclusive de crianças. É preciso assegurar que o pH e a proporção de cloro estejam adequados e que a piscina não fique muito suja.

Caixa d’água

Item fundamental para a saúde de todos os moradores, a caixa d’água deve ser lavada regularmente, uma vez por ano. O planejamento, como faz Carlos, diminui o tempo em que os moradores ficam sem água no dia desse procedimento.

Qual a melhor forma de fazer manutenção preventiva em condomínio?

A administração de todos esses itens, com seus respectivos prazos e datas, exige planejamento e organização. A contratação de uma conservadora é uma boa sugestão para facilitar esse trabalho e assegurar que os compromissos do dia a dia não façam você se esquecer de uma pauta importante para o condomínio. 

O síndico pode, ainda, fazer uso de um software de gestão, pelo qual é fácil registrar e visualizar com clareza as ocorrências de manutenção, facilitando o seu acompanhamento.

Achou interessante este post sobre manutenção preventiva em condomínio? Então, compartilhe nas suas redes sociais e deixe mais gente saber destas dicas para evitar apertos. Até a próxima!