4 motivos para ter um bombeiro civil em seu condomínio
5 (100%) 1 vote

Muitas pessoas vivem em um condomínio, e, consequentemente, é preciso uma série de cuidados para que todas convivam normalmente e com segurança. Um desses cuidados é ter um bombeiro civil no condomínio, pois é um profissional qualificado para lidar com uma série de imprevistos que podem ocorrer.

Muito mais que apagar incêndios, esse profissional pode ser a solução para oferecer a segurança e tranquilidade que todo morador procura. Conheça alguns motivos para ter um bombeiro no seu condomínio:

1. O conhecimento desse profissional protege a vida (e o patrimônio) dos moradores

Nenhum condomínio está livre de riscos. Afinal, todo dia se ouve falar nos noticiários sobre vazamento de gás e incêndio tanto em casas quanto em apartamentos. Bastam segundos de descuido ou problemas em algum equipamento para o risco se instalar.

É principalmente nesses momentos que o bombeiro civil é importante, pois ele é treinado e conhece tudo sobre primeiros socorros, prevenção e combate a incêndio, administração de oxigênio, uso de desfibrilador e resgate.

Além de estar preparado para socorrer quando alguma coisa acontece, esse profissional também é qualificado para testar e inspecionar equipamentos de segurança, podendo evitar muitos incêndios, vazamentos e acidentes. 

2. Existe uma lei que prevê obrigatoriedade do bombeiro civil

Além da lei 11.901, que especifica as características da profissão, há uma norma regulamentadora que obriga condomínios residenciais com alto risco de incêndio e com mais de 10mil m² a manterem, no mínimo, um bombeiro civil em atividade. Essa quantidade é alterada de acordo com outros fatores, como uma empresa que armazena produtos químicos, por exemplo.

Há também exigências para a presença de bombeiro civil em alguns lugares de acordo com o número de pessoas. Sendo assim, é importante sempre saber o número de pessoas de cada local para estar dentro das exigências. 

3. Há diferença entre bombeiro civil e militar

A principal diferença é a instituição em que atuam. Enquanto o bombeiro militar atua em uma organização estatal e é como uma força auxiliar do exército, o civil atua em instituições particulares, não governamentais, como shoppings, boates, restaurantes e empresas privadas.

Quanto à formação, o bombeiro civil pode ser formado tanto em cursos profissionalizantes (socorrista, brigadista…) quanto em academia militar, já o bombeiro militar é formado apenas na academia. 

4. O bombeiro civil pode ter várias funções no condomínio

Inicialmente, é fácil se enganar e associar o trabalho do bombeiro apenas ao combate de incêndios, mas o trabalho desse profissional vai além e envolve várias funções: 

  • Inspecionar e testar equipamentos de segurança;
  • Proteger as pessoas e os patrimônios de riscos de incêndios e vazamentos;
  • Realizar salvamentos;
  • Prestar primeiros socorros;

Ter um bombeiro civil no condomínio não é apenas uma questão de seguir as exigências em alguns casos, mas de mostrar aos moradores que há uma preocupação com as vidas do local. Não há dúvidas de que existe uma valorização, principalmente por parte dos moradores, de residenciais que têm uma atenção especial para o fator segurança. Afinal, é o que mais importa nos dias atuais. 

Você já conhecia todas essas peculiaridades acerca do trabalho do bombeiro civil? Compartilhe nas suas redes sociais e propague a importância desse profissional!