Automatização de condomínios: entenda a importância
5 (100%) 1 vote

Uma das funções do síndico é zelar pela manutenção e trazer melhorias que contribuam para o bem-estar de todos os moradores. Uma das formas de gerar melhorias é através da automatização de condomínios, no que diz respeito aos processos que ocorram nesse espaço, principalmente nas áreas comuns.

Com essa prática, além de impedir problemas que poderão gerar dores de cabeça, também são evitados prejuízos financeiros para condôminos e para a administração.

Pensando nisso, preparamos este post para que você entenda a importância da automatização de condomínios e quais tecnologias podem ajudar nessa questão. Confira!

Como funciona a automatização de condomínios?

Toda automatização envolve melhoria de processos que são feitos manualmente e que podem ser substituídos por softwares de gestão ou por mecanismos automáticos.

Um exemplo disso é o fechamento automático de portões. Uma ação manual, na qual o morador teria que descer do seu carro para abrir e fechar o portão, torna-se automática através de sensores de presença, cancelas, temporizadores, controles etc.

Isso pode ser estendido a outros aspectos do condomínio — como câmeras, sistema de gestão e controle de portaria —, sendo melhorias que trazem, além da praticidade, mais segurança aos moradores.

Qual a importância e seus benefícios?

Automatizar os processos de modo geral no seu condomínio traz uma série de benefícios para todos — tanto moradores quanto para aquele que assumiu a posição de síndico. Conheça as principais delas.

Maior segurança para todos

Tanto para a estrutura do condomínio quanto para todos os moradores, a automatização de processos permite uma maior segurança, evitando problemas relacionados com invasões, assaltos, furtos, bem como depredações.

Ao automatizar a entrada de moradores pela garagem, por exemplo, evita-se o tempo perdido entre abrir o portão, adentrar o espaço e fechar a entrada. A demora nesse processo possibilita a entrada de pessoas maliciosas no condomínio. Essa automatização também diminui as chances de criminosos tentarem adentrar a garagem de forma fraudulenta, uma vez que é mais difícil forçar portões automáticos. 

O mesmo vale na automatização da portaria, garantindo maior segurança até mesmo para o funcionário que ali trabalhe. Câmeras, sensores e central de controle também estão associadas a esse benefício.

Menores custos

É possível obter redução de custos através da automatização de processos no condomínio, favorecendo os custos mensais para todos. Por exemplo, dependendo da escolha no pacote de segurança, pode-se optar por reduzir o quadro de porteiros, diminuindo esse gasto, a longo prazo.

Além disso, no caso de softwares de gestão, pode-se dispensar profissionais terceirizados que ficariam responsáveis por algumas das demandas que o próprio síndico pode resolver através do programa.

Redução do tempo gasto com burocracia

Gerenciar um condomínio envolve tratamentos com burocracia, principalmente por envolver cuidados e reparações de áreas comuns, bem como contratação de funcionários. Por isso, toda a documentação e dados contábeis devem estar em dia.

Automatizando esse processo burocrático através de um software específico para esse fim, é possível não só reduzir custos, mas também encurtar o tempo dedicado a esse processo. Através dele pode-se controlar quais são os moradores inadimplentes e gerar os boletos de pagamento da taxa de condomínio, por exemplo.

Quais tecnologias podem ajudar na automatização de condomínios?

As tecnologias são imprescindíveis para esse processo. São elas as responsáveis por agilizar e melhorar ações manuais, garantindo maior segurança, praticidade e economia para todos.

Podem auxiliar o síndico as seguintes tecnologias:

  • câmeras de segurança;
  • centrais de controle;
  • softwares de gestão de condomínios;
  • controle de portarias;
  • automatização de portões;
  • biometria e controles de acesso;
  • catracas eletrônicas para garagens.

Como você pôde perceber, a automatização de condomínios é uma grande ajuda para o síndico, na hora de cuidar da administração. Se você está perdido nesse começo de gestão, confira um guia definitivo de como realizar essa tarefa!